A GÁTRIA

 

Atuamos como consultoria empresarial focados nas melhorias dos processos da área comercial, aperfeiçoando a gestão de indústrias, varejos e serviços. A fim de se tornar um agente positivo nas mudanças, com presença ativa nas transformações da empresa, deixando-a mais competitiva, fazendo melhorias nos processos de produção, qualidade, projetos, finanças, recursos humanos, marketing digital, posicionamento de mercado, estratégia, auxiliando a empresa independente do seu atual ciclo de vida, como: estagnação, gestão de crises, melhoria de estruturas organizacionais, melhoria de performance e private equity. Fazemos a integração das pessoas aos objetivos, focando na real necessidade da empresa e respeitando o conhecimento adquirido pelas pessoas em seus negócios. Implantamos ações que permitem nosso cliente conduzir de forma perene a própria evolução. Para fazermos acontecer as transformações e atender à crescente demanda das empresas, investimos em profissionais de alto rendimento, metodologias atualizadas e ferramentas modernas que permitem a geração de resultados de forma rápida e pragmática. A empresa ganha corpo e abrangência com o treinamento ou a contratação de novos executivos que aplicarão estas ferramentas com muita efetividade. A confiança e o aval para promover as mudanças no meio empresarial, consolida nossa atuação. Nosso foco se estabelece na melhoria de performance comercial ao longo de todo o Ciclo de Vida dos clientes. Hoje, com muitos projetos de sucesso e reconhecida como modelo de competência em gestão empresarial não só para clientes, mas também para investidores e formadores de opinião.

 

Para conhecer nosso time de profissinais, clique aqui.

 

MISSÃO

 

Oferecer ao amplo mercado, serviços de auditoria e consultoria com elevado padrão de qualidade, prestados por pessoas altamente qualificadas, afim de se tornar um agente de mudanças na gestão empresarial, com dedicação, ética e profissionalismo, gerando parcerias duradouras e de confiança.

VISÃO

 

Ser referência nacional nos segmentos em que atua, visando o lucro através de conduta justa, ética e de responsável.


VALORES

Felicidade

Prazer em trabalhar, orgulho pelas conquistas, sensação de bem-estar, cultivar um bom ambiente de trabalho, aprendizado contínuo, evolução permanente, criar relações pessoais de amizade e lealdade, são sensações que contribuem para um sentimento de felicidade no trabalho.

Ética

É uma condição fundamental para o sucesso da empresa. Todos os nossos colaboradores devem exercer suas funções tendo como parâmetro básico o princípio moral da honestidade, da retidão de caráter e da transparência nas atitudes.

Respeito

Cada um de nós tem sua crença, seus valores, sua origem, sua religião, suas ambições, sua doutrina política, seu livre arbítrio. Conviver com toda a diversidade de opiniões, sem preconceitos ou preferências, é um fator preponderante para criarmos um ambiente saudável e que contribua para o desenvolvimento constante da De Biasi.

Qualidade

Buscar o melhor de si, entender e atender o interesse do cliente, estudar com afinco cada questão apresentada, valorizar o bem feito, perseguir a perfeição, conceitos que permitem a percepção de qualidade dos nossos serviços.

Reconhecimento

A valorização da dedicação, o comprometimento e o esforço de todos os seus colaboradores. Valorizar a meritocracia onde os melhores são recompensados.

Crescimento Permanente

Investindo continuamente no treinamento da equipe e em sistemas de tecnologia. Estaremos entre as melhores e maiores empresas de auditoria e consultoria do Brasil.

 

SOLUÇÕES

 

As soluções para representação comercial, indicamos o serviço da TIMES DE VENDAS, para acessar clique aqui.

 

Após identificada a fase do Ciclo de Vida da empresa, então são usados métodos que permitam alcançar os melhores resultados.

 

Clique nos itens abaixo para saber mais.

 

Para Start UP

Definição e Gestão da Arquitetura e Diretrizes Estratégicas

O que é?

É o planejamento assertivo da estratégia da empresa e gestão dos seus desdobramentos em diretrizes, projetos e metas.

Para quem?

Para todas as empresas que querem garantir o cumprimento de suas estratégias de forma consistente e pragmática.

Etapas

  • Definição e Mapeamento das Diretrizes Estratégicas.
  • Desdobramento das Diretrizes em Metas e Projetos para todos os colaboradores que liderem equipes.
  • Cadastramento das Metas, com suas métricas e regras, no software de acompanhamento
  • Definição da metodologia de acompanhamento:
    - Gestão de processo: gestor, autoridade, responsabilidade
    - Origem e alimentação dos dados de acompanhamento.
    - Frequência da reunião de Metas, público envolvido, duração.
    - Remuneração pela entrega ou superação das Metas.
  • Diferencial
    Com conhecimento e experiência prática para garantir o resultado por meio do processo de gestão de metas e diretrizes estratégicas.

Estruturação Organizacional

O que é?

Desenvolvimento de estrutura organizacional mais adequada à estratégia da empresa visando alcançar os resultados desejados.

Para quem?

Empresas que se defrontam com problemas de gestão, que precisem se adequar a uma nova realidade de mercado, que precisem alavancar seu resultado, empresas que passaram por processo de M&A.

Etapas

  • Diagnóstico organizacional;
  • Entendimento da estratégia da empresa;
  • Definição da estrutura, produtos / serviços e principais responsabilidades de cada área;
  • Mapeamento das capacidades e habilidades necessárias aos cargos e funções-chave;
    - Alinhamento com os macro-processos-chave e sistema de recompensas
    - Plano de implementação
  • Diferencial
    Por ter coordenado diversas mudanças organizacionais visando alcançar alta performance empresarial, tem o conhecimento e prática necessários para conduzir com sucesso este processo.

M&A - Estrutura Societária e de Capital

O que é?

O M&A (Fusões e Aquisições) é normalmente o melhor caminho para as empresas que buscam trazer novos sócios ou comprar participações de/em outras empresas. M&A também pode incorporar outras operações que modifiquem significativamente a estrutura societária de uma ou mais empresas.

As operações de M&A são normalmente atividades complexas e não usuais ao dia a dia das empresas onde se fazem necessárias a contratação de especialistas.

Para quem?

Embora o termo M&A possa ser utilizado de forma bem abrangente, ele é normalmente utilizado pelas empresas que querem realizar uma das seguintes atividades: Venda/Aquisição, Fusões, Incorporação (também de ativos), Spin-off, e todas as demais variações de reorganização societárias.

  • Diferencial
    Com seu track record de sucesso, traz credibilidade a qualquer processo de M&A que vai envolver o relacionamento com os players e/ou stakeholders tais como: Acionistas, Management, Trabalhores, Credores, Fornecedores, Clientes, Concorrência, Advogados, Órgão reguladores, entre outros

IPO

O que é?

Oferta pública inicial, usualmente referida como IPO (do inglês Initial Public Offering), é o evento que marca a primeira venda de ações ordinárias de uma empresa no mercado de ações.

Para quem?

Normalmente é feito por empresas jovens com o objetivo de levantar capital para utilizar como investimento para expansão, mas pode também ser efetuado em grandes empresas privadas visando a abertura do seu capital tornando-se públicas.

Etapas

  • Estruturação:
    - Governança;
    - Demonstrativos Financeiros;
    - Compliance;
    - Auditoria.
  • Registro
  • Divulgação ("Road show")
  • Precificação
  • Aftermarket
  • Diferencial
    Com vasta experiência em empresas de diferentes segmentos e estruturas societárias, assimila o conhecimento e os valores do negócio para criar o melhor modelo possível para executar a Oferta Pública Inicial (IPO) de cada empresa.

Planejamento Financeiro

O que é?

O Planejamento Financeiro tem por objetivo otimizar os recursos financeiros necessários a uma empresa, seja ele oriundo da gestão dos fluxos operacionais: gestão do capital de giro, dos ativos fixos, seja dos recursos oriundos das fontes de financiamento próprias e de terceiros (estrutura de capital).
São objetivos do planejamento financeiro: a melhoria na utilização do capital de giro, a melhor aplicação dos recursos e a melhoria dos resultados apresentados pela empresa com o respectivo aumento do retorno aos acionistas.

Para quem?

O planejamento financeiro é indicado para todas as empresas que querem:
Visualizar sua real situação econômica e financeira;
Racionalizar e alinhar a alocação dos seus recursos financeiros à estratégia da empresa;
Melhorar os resultados futuros, através da análise dos impactos das ações e estratégias definidas no presente;
Prever os impactos financeiros dos planos de negócios, na busca de novos investidores e/ou financiamentos;
Melhorar a previsibilidade da gestão do caixa da empresa.

Etapas

  • Diagnóstico da área administrativa - financeira
    Mapeamento da estrutura organizacional;
    Mapeamento da arquitetura sistêmica, tais como ERPs e BIs;
    Mapeamento e avaliação da qualidade dos instrumentos de gestão: orçamento, projeção de fluxo de caixa e relatórios gerenciais;
    Avaliação dos processos financeiros tais como contas a receber, a pagar, tesouraria, etc.;
    Avaliação da qualidade das informações e práticas contábeis.
  • Apuração e análise de indicadores financeiros
    Equilíbrio financeiro (liquidez seca e corrente, ciclo financeiro, etc.);
    Estrutura e Retorno do capital (ROA, ROE, etc.);
    Análise do capital de giro;
    Crescimento e Rentabilidade do negócio;
    Avaliação dos resultados dos indicadores apurados.
  • Modelagem financeira
    Projeção dos demonstrativos financeiros (Balanço, DRE, Cash Flow), com base em premissas e indicadores econômicos;
    Evolução da estrutura de capital e capacidade de endividamento;
    Avaliação do impacto de estratégias e novos investimentos;
    Análise de cenários e de sensibilidade.
  • Assessoria na gestão financeira
    Operacionalização do comitê de caixa;
    Negociação de dívidas com fornecedores, bancos, etc.;
    Formulação da estratégia na captação de novos empréstimos e/ou sócios e investidores.
  • Diferencial
    A experiência na condução de projetos, nesta área, nos mais diferentes ramos de negócio confere uma expertise único e diferenciado para o alcance de novos patamares de resultado.

Para Estagnação

Melhoria de Performance

O que é?

É um projeto de consultoria com foco no incremento efetivo dos resultados e da competitividade da empresa no mercado.

Para quem?

Para empresas que estão bem operacionalmente, têm uma boa gestão, com intenção real de fazer mudanças pois se preocupam com a consistência dos resultados no futuro.

Etapas

  • Onde estamos?
    Análise da situação.
  • Para onde vamos?
    Arquitetura estratégica.
  • Com quem vamos?
    Estruturação organizacional;
    Motivação e engajamento das pessoas.
  • O que precisamos fazer?
    Identificação de oportunidades de melhorias;
    Elaboração de um plano de ação coerente com as necessidades da empresa;
    Acompanhamento da implementação do plano com grupos de melhorias de performance.
    Monitoramento criterioso dos resultados
  • Diferencial
    Tendo a visão do todo e identificando oportunidades nas diversas áreas da empresa com profissionais seniores, com experiência em diversos ramos de negócio.

Estruturação Organizacional

O que é?

Desenvolvimento de estrutura organizacional mais adequada à estratégia da empresa visando alcançar os resultados desejados.

Para quem?

Empresas que se defrontam com problemas de gestão, que precisem se adequar a uma nova realidade de mercado, que precisem alavancar seu resultado, empresas que passaram por processo de M&A.

Etapas

  • Diagnóstico organizacional;
  • Entendimento da estratégia da empresa;
  • Definição da estrutura, produtos / serviços e principais responsabilidades de cada área;
  • Mapeamento das capacidades e habilidades necessárias aos cargos e funções-chave;
    - Alinhamento com os macro-processos-chave e sistema de recompensas
    - Plano de implementação
  • Diferencial
    Por ter coordenado diversas mudanças organizacionais visando alcançar alta performance empresarial, tem o conhecimento e prática necessários para conduzir com sucesso este processo.

Governança Corporativa

O que é?

É a implementação de um modelo de processos, costumes, políticas e relacionamento que envolve acionistas/cotistas, conselho de administração, diretorias e funcionários com a finalidade de propiciar o desenvolvimento e o monitoramento de uma gestão adequada e coesa entre os membros.

Para quem?

Para as companhias que desejam atrair potenciais investidores, obter capitalização no mercado financeiro e profissionalizar o seu processo de gestão, trazendo transparência, prestação de contas dos executivos e proteção ao patrimônio da empresa.

Etapas

  • Análise inicial do nível de governança existente na empresa;
  • Revisão e elaboração das práticas de governança a serem desenvolvidas;
  • Implementação de uma matriz de responsabilidades entre executivos e acionistas;
  • Estabelecimento de políticas e limites de alçadas para os executivos;
  • Implementação de um conselho atuante;
  • Discussão sobre processo sucessório;
  • Desenvolvimento do monitoramento da gestão.
  • Diferencial
    Com executivos e conselheiros em empresas com diferentes estilos de gestão, tendo aptidão e experiência para formatar o melhor e mais contributivo modelo de governança corporativa.

Alavancagem de Vendas de Produtos de Consumo

O que é?

Desenvolvimento e execução de um projeto que tem como objetivo a melhoria de rentabilidade dos produtos, escalabilidade e penetração de mercado pela adequação do portfólio de produtos, canais, mix de produtos, força de vendas, distribuição, estrutura comercial e automação.

Para quem?

Empresas que atuam em mercados extremamente competitivos e que necessitam estar em constante aperfeiçoamento de seus indicadores de desempenho no que se refere a participação no mercado, aumento da competitividade, melhoria da performance e resultados de vendas.

Etapas

  • Onde estamos?
    Análise do modelo de negócios;
    Portfólio de produtos;
    Potencial de mercado;
    Canais de vendas;
    Força de vendas;
    Estrutura comercial;
    Modelo de remuneração da equipe de vendas;
    Política Comercial.
  • Análise da concorrência
  • Análise do modelo logístico
  • Para onde vamos?
    Quais os objetivos a serem alcançados;
    Montagem de um plano de ação para corrigir as falhas do modelo de negócio;
    Quais os custos/benefícios da implantação do programa;
    Definição da estratégia comercial.
  • Com quem vamos?
    Montagem da estrutura organizacional que suporte o plano de ação;
    Treinamento da estrutura;
    O que precisamos fazer?;
    Acompanhamento da implementação do plano com grupos de melhorias de performance;
    Monitoramento criterioso dos resultados.

Gerenciamento Estratégico de Custos e Despesas

O que é? (É uma metodologia que permite:)

Eficaz redução de custos;
Grande clareza e precisão em saber quais produtos perdem e quais ganham, quais os clientes, canais de vendas e mercados mais lucrativos;
Conhecimento rigoroso da capacidade fabril instalada e utilizada na fábrica e nas suas seções;
Construção de estratégias de vendas mais lucrativas;
Processos totalmente mapeados;
Fácil integração no sistema corporativo de cada empresa.

Para quem?

Empresas que precisam de uma adequada gestão de custos, ou que operem com margens muito baixas.

Etapas

  • Diagnóstico
    Levantamento situacional;
    Construção das diretrizes.
  • Planejamento
    Formação da equipe;
    Elaboração do plano de ação.
  • Implantação
    Implantação do método sugerido: UEP e/ou ABC;
    UEP - Unidade de Esforço de Produção®: A UEP traduz valores, cada etapa do processo de fabricação e evidencia os pontos críticos que necessitam de uma análise mais detalhada e planos de ação focados nas melhorias desejadas.
    ABC - Activity Based Costing: No método ABC as atividades são o foco do processo de custeio. Os custos são investigados, relacionando-se as atividades aos produtos/serviços, com base na demanda por tais atividades pelo produto/serviço durante o processo de produção ou o serviço em questão.
    Transferência do know-how para a equipe.
  • Ações de melhoria
    Projetos de melhoria;
    Redução de custos;
    Estratégias de vendas;
  • Avaliação de resultados
  • Diferencial
    Tendo a visão do todo e identifica oportunidades nas diversas áreas da empresa com profissionais seniores, com experiência em diversos ramos de negócio.

IPO

O que é?

Oferta pública inicial, usualmente referida como IPO (do inglês Initial Public Offering), é o evento que marca a primeira venda de ações ordinárias de uma empresa no mercado de ações.

Para quem?

Normalmente é feito por empresas jovens com o objetivo de levantar capital para utilizar como investimento para expansão, mas pode também ser efetuado em grandes empresas privadas visando a abertura do seu capital tornando-se públicas.

Etapas

  • Estruturação:
    - Governança;
    - Demonstrativos Financeiros;
    - Compliance;
    - Auditoria.
  • Registro
  • Divulgação ("Road show")
  • Precificação
  • Aftermarket
  • Diferencial
    Com vasta experiência em empresas de diferentes segmentos e estruturas societárias, assimila o conhecimento e os valores do negócio para criar o melhor modelo possível para executar a Oferta Pública Inicial (IPO) de cada empresa.

Programa Orçamento Base Zero (POBZ)

O que é?

Diferente um orçamento tradicional, com projeções de gastos com base no histórico, o POBZ constrói a empresa à partir de uma base “zero”, na qual todos os gastos, sem exceção, são revistos, justificados e priorizados como atividades alinhas às estratégias traçadas.

Para quem?

Indicado para todas as empresas que querem racionalizar e alinhar a alocação de seus recursos às estratégias da empresa.

Etapas

  • Definição e divulgação das metas globais da companhia por meio da Carta Diretriz;
  • Estruturação do plano de contas;
  • Definição dos responsáveis por cada centro de custo;
  • Parametrização dos sistemas do Orçamento Base Zero;
  • Treinamento de todas as pessoas envolvidas;
  • Elaboração do orçamento de despesas e investimentos;
  • Priorização dos recursos (ranking);
  • Aprovação do orçamento de acordo com as metas estabelecidas;
  • Acompanhamento.
  • Diferencial
    Por ter facilidade na implementação desta metodologia no Brasil, com mais de 10 anos de experiência no mercado.

Planejamento Financeiro

O que é?

O Planejamento Financeiro tem por objetivo otimizar os recursos financeiros necessários a uma empresa, seja ele oriundo da gestão dos fluxos operacionais: gestão do capital de giro, dos ativos fixos, seja dos recursos oriundos das fontes de financiamento próprias e de terceiros (estrutura de capital).
São objetivos do planejamento financeiro: a melhoria na utilização do capital de giro, a melhor aplicação dos recursos e a melhoria dos resultados apresentados pela empresa com o respectivo aumento do retorno aos acionistas.

Para quem?

O planejamento financeiro é indicado para todas as empresas que querem:
Visualizar sua real situação econômica e financeira;
Racionalizar e alinhar a alocação dos seus recursos financeiros à estratégia da empresa;
Melhorar os resultados futuros, através da análise dos impactos das ações e estratégias definidas no presente;
Prever os impactos financeiros dos planos de negócios, na busca de novos investidores e/ou financiamentos;
Melhorar a previsibilidade da gestão do caixa da empresa.

Etapas

  • Diagnóstico da área administrativa - financeira
    Mapeamento da estrutura organizacional;
    Mapeamento da arquitetura sistêmica, tais como ERPs e BIs;
    Mapeamento e avaliação da qualidade dos instrumentos de gestão: orçamento, projeção de fluxo de caixa e relatórios gerenciais;
    Avaliação dos processos financeiros tais como contas a receber, a pagar, tesouraria, etc.;
    Avaliação da qualidade das informações e práticas contábeis.
  • Apuração e análise de indicadores financeiros
    Equilíbrio financeiro (liquidez seca e corrente, ciclo financeiro, etc.);
    Estrutura e Retorno do capital (ROA, ROE, etc.);
    Análise do capital de giro;
    Crescimento e Rentabilidade do negócio;
    Avaliação dos resultados dos indicadores apurados.
  • Modelagem financeira
    Projeção dos demonstrativos financeiros (Balanço, DRE, Cash Flow), com base em premissas e indicadores econômicos;
    Evolução da estrutura de capital e capacidade de endividamento;
    Avaliação do impacto de estratégias e novos investimentos;
    Análise de cenários e de sensibilidade.
  • Assessoria na gestão financeira
    Operacionalização do comitê de caixa;
    Negociação de dívidas com fornecedores, bancos, etc.;
    Formulação da estratégia na captação de novos empréstimos e/ou sócios e investidores.
  • Diferencial
    A experiência na condução de projetos, nesta área, nos mais diferentes ramos de negócio confere uma expertise único e diferenciado para o alcance de novos patamares de resultado.

Para fases críticas e/ou crise

Reestruturação (Turnaround)

O que é?

Um trabalho intensivo que prevê a condução de profundos processos de transformação operacional oferecendo condições para a empresa se manter no mercado ou se adequar a uma nova realidade.

Para quem?

Empresas incapazes de gerar caixa com severas dificuldades para suportar seu nível de endividamento financeiro, tributário ou operacional. Etapas

  • Identificar rapidamente os problemas enfrentados e traçar um macro plano de ação.
  • mplementação do plano por meio de ações executadas em conjunto pela organização e a equipe de profissionais.
    Fase 1: Foco na geração de caixa, adequação da estrutura organizacional, redução de despesas e custos. Melhoria do perfil da dívida por meio de engenharia financeira adequada.
    Fase 2: Alavancagem comercial, desenvolvimento gerencial e de lideranças com investimentos orientados para a estabilização da empresa.
    Fase 3: Transição da gestão da empresa pelo empowerment das pessoas capacitadas a manter a consistência do lucro e das melhorias implementadas.
  • Diferencial
    A vocação e a experiência dos executivos em superar desafios de gestão projetou a empresa como um selo de bons resultados e lhe conferiu credibilidade única no cenário nacional.

Gestão de Crises

O que é?

É uma intervenção em diferentes frentes buscando solucionar crises de relacionamento entre executivos, fornecedores, acionistas, investidores, credores, parceiros empresariais e/ou sucessórias.

Para quem?

Para as partes interessadas nas empresas cuja continuidade pode ser comprometida no curto prazo pela não solução de graves crises internas ou externas.

Etapas

  • Rápido diagnóstico seguido de um macro plano de ação;
  • Formação de um comitê gestor da crise;
  • Coordenação de esforços jurídicos e de comunicação;
  • Assessoria e interface nas negociações;
  • Monitoramento e avaliação constantes.
  • Diferencial
    A experiência em situações complexas, o pragmatismo para preservar a capacidade operacional e a credibilidade para dialogar com diversos setores da sociedade são peças-chave de sucesso em processos de gestão de crise

Governança Corporativa

O que é?

É a implementação de um modelo de processos, costumes, políticas e relacionamento que envolve acionistas/cotistas, conselho de administração, diretorias e funcionários com a finalidade de propiciar o desenvolvimento e o monitoramento de uma gestão adequada e coesa entre os membros.

Para quem?

Para as companhias que desejam atrair potenciais investidores, obter capitalização no mercado financeiro e profissionalizar o seu processo de gestão, trazendo transparência, prestação de contas dos executivos e proteção ao patrimônio da empresa.

Etapas

  • Análise inicial do nível de governança existente na empresa;
  • Revisão e elaboração das práticas de governança a serem desenvolvidas;
  • Implementação de uma matriz de responsabilidades entre executivos e acionistas;
  • Estabelecimento de políticas e limites de alçadas para os executivos;
  • Implementação de um conselho atuante;
  • Discussão sobre processo sucessório;
  • Desenvolvimento do monitoramento da gestão.
  • Diferencial
    Com executivos e conselheiros em empresas com diferentes estilos de gestão, tendo aptidão e experiência para formatar o melhor e mais contributivo modelo de governança corporativa.

Planejamento Financeiro

O que é?

O Planejamento Financeiro tem por objetivo otimizar os recursos financeiros necessários a uma empresa, seja ele oriundo da gestão dos fluxos operacionais: gestão do capital de giro, dos ativos fixos, seja dos recursos oriundos das fontes de financiamento próprias e de terceiros (estrutura de capital).
São objetivos do planejamento financeiro: a melhoria na utilização do capital de giro, a melhor aplicação dos recursos e a melhoria dos resultados apresentados pela empresa com o respectivo aumento do retorno aos acionistas.

Para quem?

O planejamento financeiro é indicado para todas as empresas que querem:
Visualizar sua real situação econômica e financeira;
Racionalizar e alinhar a alocação dos seus recursos financeiros à estratégia da empresa;
Melhorar os resultados futuros, através da análise dos impactos das ações e estratégias definidas no presente;
Prever os impactos financeiros dos planos de negócios, na busca de novos investidores e/ou financiamentos;
Melhorar a previsibilidade da gestão do caixa da empresa.

Etapas

  • Diagnóstico da área administrativa - financeira
    Mapeamento da estrutura organizacional;
    Mapeamento da arquitetura sistêmica, tais como ERPs e BIs;
    Mapeamento e avaliação da qualidade dos instrumentos de gestão: orçamento, projeção de fluxo de caixa e relatórios gerenciais;
    Avaliação dos processos financeiros tais como contas a receber, a pagar, tesouraria, etc.;
    Avaliação da qualidade das informações e práticas contábeis.
  • Apuração e análise de indicadores financeiros
    Equilíbrio financeiro (liquidez seca e corrente, ciclo financeiro, etc.);
    Estrutura e Retorno do capital (ROA, ROE, etc.);
    Análise do capital de giro;
    Crescimento e Rentabilidade do negócio;
    Avaliação dos resultados dos indicadores apurados.
  • Modelagem financeira
    Projeção dos demonstrativos financeiros (Balanço, DRE, Cash Flow), com base em premissas e indicadores econômicos;
    Evolução da estrutura de capital e capacidade de endividamento;
    Avaliação do impacto de estratégias e novos investimentos;
    Análise de cenários e de sensibilidade.
  • Assessoria na gestão financeira
    Operacionalização do comitê de caixa;
    Negociação de dívidas com fornecedores, bancos, etc.;
    Formulação da estratégia na captação de novos empréstimos e/ou sócios e investidores.
  • Diferencial
    A experiência na condução de projetos, nesta área, nos mais diferentes ramos de negócio confere uma expertise único e diferenciado para o alcance de novos patamares de resultado.

Para Crescimento

Reestruturação (Turnaround)

O que é?

Um trabalho intensivo que prevê a condução de profundos processos de transformação operacional oferecendo condições para a empresa se manter no mercado ou se adequar a uma nova realidade.

Para quem?

Empresas incapazes de gerar caixa com severas dificuldades para suportar seu nível de endividamento financeiro, tributário ou operacional. Etapas

  • Identificar rapidamente os problemas enfrentados e traçar um macro plano de ação.
  • mplementação do plano por meio de ações executadas em conjunto pela organização e a equipe de profissionais.
    Fase 1: Foco na geração de caixa, adequação da estrutura organizacional, redução de despesas e custos. Melhoria do perfil da dívida por meio de engenharia financeira adequada.
    Fase 2: Alavancagem comercial, desenvolvimento gerencial e de lideranças com investimentos orientados para a estabilização da empresa.
    Fase 3: Transição da gestão da empresa pelo empowerment das pessoas capacitadas a manter a consistência do lucro e das melhorias implementadas.
  • Diferencial
    A vocação e a experiência dos executivos em superar desafios de gestão projetou a empresa como um selo de bons resultados e lhe conferiu credibilidade única no cenário nacional.

Alavancagem de Vendas de Produtos de Consumo

O que é?

Desenvolvimento e execução de um projeto que tem como objetivo a melhoria de rentabilidade dos produtos, escalabilidade e penetração de mercado pela adequação do portfólio de produtos, canais, mix de produtos, força de vendas, distribuição, estrutura comercial e automação.

Para quem?

Empresas que atuam em mercados extremamente competitivos e que necessitam estar em constante aperfeiçoamento de seus indicadores de desempenho no que se refere a participação no mercado, aumento da competitividade, melhoria da performance e resultados de vendas.

Etapas

  • Onde estamos?
    Análise do modelo de negócios;
    Portfólio de produtos;
    Potencial de mercado;
    Canais de vendas;
    Força de vendas;
    Estrutura comercial;
    Modelo de remuneração da equipe de vendas;
    Política Comercial.
  • Análise da concorrência
  • Análise do modelo logístico
  • Para onde vamos?
    Quais os objetivos a serem alcançados;
    Montagem de um plano de ação para corrigir as falhas do modelo de negócio;
    Quais os custos/benefícios da implantação do programa;
    Definição da estratégia comercial.
  • Com quem vamos?
    Montagem da estrutura organizacional que suporte o plano de ação;
    Treinamento da estrutura;
    O que precisamos fazer?;
    Acompanhamento da implementação do plano com grupos de melhorias de performance;
    Monitoramento criterioso dos resultados.

Gerenciamento Estratégico de Custos e Despesas

O que é? (É uma metodologia que permite:)

Eficaz redução de custos;
Grande clareza e precisão em saber quais produtos perdem e quais ganham, quais os clientes, canais de vendas e mercados mais lucrativos;
Conhecimento rigoroso da capacidade fabril instalada e utilizada na fábrica e nas suas seções;
Construção de estratégias de vendas mais lucrativas;
Processos totalmente mapeados;
Fácil integração no sistema corporativo de cada empresa.

Para quem?

Empresas que precisam de uma adequada gestão de custos, ou que operem com margens muito baixas.

Etapas

  • Diagnóstico
    Levantamento situacional;
    Construção das diretrizes.
  • Planejamento
    Formação da equipe;
    Elaboração do plano de ação.
  • Implantação
    Implantação do método sugerido: UEP e/ou ABC;
    UEP - Unidade de Esforço de Produção®: A UEP traduz valores, cada etapa do processo de fabricação e evidencia os pontos críticos que necessitam de uma análise mais detalhada e planos de ação focados nas melhorias desejadas.
    ABC - Activity Based Costing: No método ABC as atividades são o foco do processo de custeio. Os custos são investigados, relacionando-se as atividades aos produtos/serviços, com base na demanda por tais atividades pelo produto/serviço durante o processo de produção ou o serviço em questão.
    Transferência do know-how para a equipe.
  • Ações de melhoria
    Projetos de melhoria;
    Redução de custos;
    Estratégias de vendas;
  • Avaliação de resultados
  • Diferencial
    Tendo a visão do todo e identifica oportunidades nas diversas áreas da empresa com profissionais seniores, com experiência em diversos ramos de negócio.

Programa Orçamento Base Zero (POBZ)

O que é?

Diferente um orçamento tradicional, com projeções de gastos com base no histórico, o POBZ constrói a empresa à partir de uma base “zero”, na qual todos os gastos, sem exceção, são revistos, justificados e priorizados como atividades alinhas às estratégias traçadas.

Para quem?

Indicado para todas as empresas que querem racionalizar e alinhar a alocação de seus recursos às estratégias da empresa.

Etapas

  • Definição e divulgação das metas globais da companhia por meio da Carta Diretriz;
  • Estruturação do plano de contas;
  • Definição dos responsáveis por cada centro de custo;
  • Parametrização dos sistemas do Orçamento Base Zero;
  • Treinamento de todas as pessoas envolvidas;
  • Elaboração do orçamento de despesas e investimentos;
  • Priorização dos recursos (ranking);
  • Aprovação do orçamento de acordo com as metas estabelecidas;
  • Acompanhamento.
  • Diferencial
    Por ter facilidade na implementação desta metodologia no Brasil, com mais de 10 anos de experiência no mercado.

Gerenciamento De Categorias

O que é?

É uma metodologia direcionada para o incremento de vendas e rentabilidade na comercialização de bens de consumo, pela adequação do mix de produtos, do posicionamento de preços, logística de abastecimento, exposição no ponto de venda e promoção.

Para quem?

Desenvolvido para empresas de varejo e indústrias que precisem de suporte para focar e potencializar seus resultados pelos mais variados motivos, desde o lançamento de um novo produto até a melhoria da performance de um grupo de categorias.

Etapas

O GC permite obter maior eficiência e lucratividade no PDV pelo redesenho dos processos, norteados pelo entendimento do comportamento do consumidor.
O processo básico contempla as seguintes etapas, adaptáveis à realidade de cada projeto:

  • Definição da Categoria;
  • Papel das Categorias;
  • Avaliação das Categorias;
  • Cartão de Metas;
  • Estratégia da Categoria;
  • Táticas da Categoria;
  • Implementação do Plano;
  • Revisão da Categoria.
  • Diferencial
    A reconhecida experiência no mercado de varejo permite efetividade no alcance de resultados por meio de uma metodologia única e abrangente, que se diferencia por uma visão integrada dos processos entre as diferentes áreas da empresa.

Planejamento Financeiro

O que é?

O Planejamento Financeiro tem por objetivo otimizar os recursos financeiros necessários a uma empresa, seja ele oriundo da gestão dos fluxos operacionais: gestão do capital de giro, dos ativos fixos, seja dos recursos oriundos das fontes de financiamento próprias e de terceiros (estrutura de capital).
São objetivos do planejamento financeiro: a melhoria na utilização do capital de giro, a melhor aplicação dos recursos e a melhoria dos resultados apresentados pela empresa com o respectivo aumento do retorno aos acionistas.

Para quem?

O planejamento financeiro é indicado para todas as empresas que querem:
Visualizar sua real situação econômica e financeira;
Racionalizar e alinhar a alocação dos seus recursos financeiros à estratégia da empresa;
Melhorar os resultados futuros, através da análise dos impactos das ações e estratégias definidas no presente;
Prever os impactos financeiros dos planos de negócios, na busca de novos investidores e/ou financiamentos;
Melhorar a previsibilidade da gestão do caixa da empresa.

Etapas

  • Diagnóstico da área administrativa - financeira
    Mapeamento da estrutura organizacional;
    Mapeamento da arquitetura sistêmica, tais como ERPs e BIs;
    Mapeamento e avaliação da qualidade dos instrumentos de gestão: orçamento, projeção de fluxo de caixa e relatórios gerenciais;
    Avaliação dos processos financeiros tais como contas a receber, a pagar, tesouraria, etc.;
    Avaliação da qualidade das informações e práticas contábeis.
  • Apuração e análise de indicadores financeiros
    Equilíbrio financeiro (liquidez seca e corrente, ciclo financeiro, etc.);
    Estrutura e Retorno do capital (ROA, ROE, etc.);
    Análise do capital de giro;
    Crescimento e Rentabilidade do negócio;
    Avaliação dos resultados dos indicadores apurados.
  • Modelagem financeira
    Projeção dos demonstrativos financeiros (Balanço, DRE, Cash Flow), com base em premissas e indicadores econômicos;
    Evolução da estrutura de capital e capacidade de endividamento;
    Avaliação do impacto de estratégias e novos investimentos;
    Análise de cenários e de sensibilidade.
  • Assessoria na gestão financeira
    Operacionalização do comitê de caixa;
    Negociação de dívidas com fornecedores, bancos, etc.;
    Formulação da estratégia na captação de novos empréstimos e/ou sócios e investidores.
  • Diferencial
    A experiência na condução de projetos, nesta área, nos mais diferentes ramos de negócio confere uma expertise único e diferenciado para o alcance de novos patamares de resultado.

O que é?

É uma metodologia direcionada para o incremento de vendas e rentabilidade na comercialização de bens de consumo, pela adequação do mix de produtos, do posicionamento de preços, logística de abastecimento, exposição no ponto de venda e promoção.

Para quem?

Desenvolvido para empresas de varejo e indústrias que precisem de suporte para focar e potencializar seus resultados pelos mais variados motivos, desde o lançamento de um novo produto até a melhoria da performance de um grupo de categorias.

Etapas

O GC permite obter maior eficiência e lucratividade no PDV pelo redesenho dos processos, norteados pelo entendimento do comportamento do consumidor.
O processo básico contempla as seguintes etapas, adaptáveis à realidade de cada projeto:

  • Definição da Categoria;
  • Papel das Categorias;
  • Avaliação das Categorias;
  • Cartão de Metas;
  • Estratégia da Categoria;
  • Táticas da Categoria;
  • Implementação do Plano;
  • Revisão da Categoria.
  • Diferencial
    A reconhecida experiência no mercado de varejo permite efetividade no alcance de resultados por meio de uma metodologia única e abrangente, que se diferencia por uma visão integrada dos processos entre as diferentes áreas da empresa.

 

CARREIRAS

 

 

Quer fazer parte do time de Consultores da Gátria?

 

 

 
 
 
 
Você deverá acessar ao site do nosso parceiro Marston HR. É por lá que receberemos o seu currículo.

 

CONTATO

 

 

Entre em contato conosco:


atendimento@gatriaconsultoria.com.b
r
ou pelo telefone
+55 41 4042.2622, ainda pode preencher o formulário ao lado
que em breve responderemos.

 

Dúvidas, comentários e sugestões serão muito bem-vindas.

 
   
   
 

CURITIBA

R. Cel. Pedro Scherer Sobrinho, 426
Cristo Rei, Curitiba - PR, 80050-470

 

SAO PAULO

R. dos Franceses, 498 - Ed Flaubert, 193
Morro dos Ingleses, São Paulo-SP, 01329-010

Nome:
E-mail:
Empresa:   Segmento:
Cargo:
  Faturamento Anual:
Sua Solicitação:
© Gátria Consultoria Todos os direitos reservados.